Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Nogueira Pinto ameaça deixar CDS-PP

Maria José Nogueira Pinto acusou esta segunda-feira Paulo Portas de desferir uma “golpada” ao CDS-PP e ameaça sair do partido caso Paulo Portas regresse à liderança.
19 de Março de 2007 às 17:42
A presidente do Conselho Nacional falou aos jornalistas, um dia depois do conclave que terminou em confusão e sem consenso entre os democratas-cristãos. Nogueira Pinto afirmou ainda ter sido agredida fisicamente pelo deputado Hélder Amaral, apoiante de Paulo Portas.
Se a liderança do partido for “assaltada”, a vereadora da Câmara de Lisboa avisa “assim não sirvo nada nem ninguém”.
AMEAÇAS E INSULTOS À SAÍDA DE CONSELHO
Maria José Nogueira Pinto já tinha ontem admitido deixar o partido, depois de ter sido alvo de ameaças e insultos à saída do Conselho Nacional.
"A imagem do CDS está muito prejudicada. Eu própria tenho dúvidas se me vou manter neste partido", disse no final do conclave, salientando que "uma sociedade democrática tem de ter regras".
A presidente do Conselho Nacional entendeu que as directas só podem decorrer depois da realização de um congresso. "Não é uma decisão minha. Nos termos dos estatutos, perante um requerimento com mais de mil assinaturas, eu só tenho de convocar um Conselho Nacional que aprove os regulamentos do congresso", explicou. A direcção do partido entendeu desta forma que o requerimento tem precedência sobre a decisão tomada na reunião de ontem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)