Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Novo Banco: Sindicato dos quadros bancários admite "nacionalização transitória"

Lusa 9 de Janeiro de 2017 às 17:23

O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) juntou-se hoje às vozes que apelam à "nacionalização transitória" do Novo Banco, considerando que a entidade não deve ser alvo de uma "venda precipitada" ou de um "desmembramento".

O SNQTB divulgou um comunicado em que destacou "a importante quota do mercado bancário português" do Novo Banco e "a sua especial importância no que respeita ao apoio às pequenas e médias empresas nacionais e, consequentemente, à dinamização da economia portuguesa", para defender que "o Novo Banco não deverá ser alvo de uma venda precipitada ou de um desmembramento".

E reforçou: "É fundamental que seja tomada uma decisão que assegure um Novo Banco uno, equilibrado, com compromisso da manutenção dos postos de trabalho e que mantenha o centro de gestão em Portugal, preservando igualmente as atuais estruturas de conhecimento, tecnológicas e comerciais do banco em proveito da economia portuguesa".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)