Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Obama diz que sanções contra Moscovo mostram que não pode "agir impunemente" na Ucrânia

Obama disse ainda que as conversações com o Irão sobre o seu programa nuclear demonstraram "perspetivas credível para seguir em frente" e admitiu o seu prolongamento para além do prazo limite fixado para domingo.

16 de Julho de 2014 às 23:56

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, considerou esta quarta-feira que o anúncio de novas sanções contra a Rússia demonstram que Moscovo não pode "agir impunemente" na Ucrânia.

Numa inesperada declaração na Casa Branca sobre política internacional, sem direito a perguntas dos jornalistas, e para além da crise na Ucrânia, Obama abordou as conversações com o Irão sobre o programa nuclear de Teerão, a situação na Faixa de Gaza e ainda a situação no Afeganistão, reconhecendo que "vivemos num mundo complicado".

Obama sanções Moscovo mostram agir impunemente Ucrânia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)