Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Obras recomeçam na Costa de Caparica

A Protecção Civil e o Instituto da Água recomeçaram esta segunda-feira as obras de reconstrução no paredão na Costa de Caparica . Apesar da maré cheia desta manhã, o mar está calmo e ainda não invadiu as instalações do Clube de Campismo de Lisboa.
26 de Março de 2007 às 11:28
De acordo com Jorge Graça, da Protecção Civil de Almada, encontram-se no local quatro máquinas, duas a desassorear a vala junto ao parque de campismo e duas a retirar areia que ainda se encontra dentro das instalações.
As obras de reconstrução, paradas desde sábado, recomeçaram por volta das 09h30 de hoje, após ter chegado o primeiro carregamento de pedra. O pico da maré previsto para as 10h20, que poderia trazer algumas complicações, passou sem problemas.
Na noite de domingo para segunda-feira, o mar destruiu parte das obras de recuperação do paredão, o que levou o presidente da Junta de Freguesia da Costa de Caparica, António Neves, a exigir a demissão do presidente do Instituto da Água.
PARQUE DE CAMPISMO DEVIA SER DESOCUPADO
Esta segunda-feira, o presidente do Instituto da Água, Orlando Castro Borges, defendeu que o parque de campismo da Costa de Caparica devia estar desocupado de tendas e roulottes para evitar prejuízos causados pelo avanço do mar. "Porque é que as tendas não foram desmontadas ou não recuam as roulottes, que era o mínimo que se podia fazer para que as pessoas não tivessem danos?", questionou o responsável.
O presidente do INAG sublinhou ainda que as intervenções que têm sido feitas são em locais "completamente distintos" e defendeu que se revelaram eficazes, alegando que a cidade da Costa de Caparica nunca esteve nem vai estar em risco por via dessas intervenções.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)