Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Lista VIP: titular de órgão político foi critério

António Brigas Afonso, ex-diretor-geral da AT, no Parlamento.
20 de Março de 2015 às 18:49
Brigas Afonso está a ser ouvido no Parlamento
Brigas Afonso está a ser ouvido no Parlamento FOTO: José Sena Goulão/Lusa

O ex-diretor-geral da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) António Brigas Afonso afirmou esta sexta-feira que "um dos critérios" propostos na escolha dos contribuintes a incluir num sistema de controlo de acessos interno era "o caso dos titulares de órgãos políticos".

"Não discuti com os serviços como iam ser feitos os testes. Sei que houve contactos entre os serviços de auditoria e os serviços informáticos, mas, se andavam a escolher universos sensíveis, desconheço isso. (...) Não sei concretamente os perfis, mas sei que um dos critérios referido pelo proponente sobre as pessoas a incluir neste sistema definitivo - não nos testes - era, a título de exemplo, o caso dos titulares de órgãos políticos", disse António Brigas Afonso.

O responsável, que se demitiu do cargo na quarta-feira, respondia a uma questão colocada pelo PS na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública, onde está a ser ouvido sobre a alegada lista VIP de contribuintes.

Ver comentários