Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

OE2015: Passos considera prematuro antecipar necessidade de medidas adicionais

Lusa 28 de Novembro de 2014 às 12:39

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, considerou hoje prematuro antecipar a necessidade de medidas adicionais para cumprir a estratégia orçamental do Governo, reafirmando ser "um ponto de honra" manter o défice "abaixo dos três por cento".

"Do nosso ponto de vista é prematuro ainda [antecipar medidas adicionais]", afirmou o chefe do executivo, à entrada para a 3.ª reunião do Conselho Nacional para o Empreendedorismo e Inovação, no salão Nobre do Ministério da Economia, questionado pelos jornalistas sobre o alerta da Comissão Europeia para o "risco de incumprimento" de Portugal relativamente ao défice, hoje conhecido.

"Se a nossa receita fiscal continua a aumentar, não porque se aumente os impostos, mas porque a atividade económica está a crescer, para quê impor sacrifícios adicionais aos portugueses se conseguiremos atingir os nossos objetivos sem lhes impor sacrifícios adicionais", questionou.