Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Costa promete "incentivos fortes" para emigrantes regressarem a Portugal

Ajudas vão de benefícios fiscais a deduções dos custos do regresso.
Lusa 25 de Agosto de 2018 às 20:14
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa

O secretário-geral do PS anunciou este sábado que o Orçamento do Estado para 2019 terá "incentivos fortes" para fazer regressar a Portugal quem emigrou nos "momentos dramáticos" de 2011 a 2015, desde benefícios fiscais a deduções dos custos do regresso.

"No próximo Orçamento do Estado iremos propor que todos aqueles que queiram regressar, jovens ou menos jovens, mais qualificados ou menos qualificados, mas que tenham partido nos últimos anos e queiram regressar entre 2019 e 2020 a Portugal, fiquem, durante três a cinco anos, a pagar metade da taxa do IRS que pagariam e podendo deduzir integralmente os custos da reinstalação", disse António Costa, em Caminha, na "Festa de Verão" do PS.

O também primeiro-ministro referiu que o Governo quer "criar a oportunidade para que possam voltar, para que possam voltar a contribuir para o desenvolvimento do país", a pôr "ao serviço do país, todo o seu conhecimento, toda a sua energia, toda a sua força".

PS secretário-geral do PS Orçamento do Estado Portugal Governo IRS António Costa Festa de Verão Caminha
Ver comentários