Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Pequenos investidores defendem oferta obrigatória sobre EDP Brasil

Associação de pequenos investidores ATM considera que a tomada de controlo da EDP pelo grupo chinês China Three Gorges implica o lançamento de uma Oferta Pública de Aquisição.
Lusa 11 de Junho de 2018 às 14:54
António Mexia, presidente do Conselho de Administração da EDP
EDP, BRASIL, NEGÓCIOS, ANTÓNIO MEXIA
António Mexia, presidente do Conselho de Administração da EDP
EDP, BRASIL, NEGÓCIOS, ANTÓNIO MEXIA
António Mexia, presidente do Conselho de Administração da EDP
EDP, BRASIL, NEGÓCIOS, ANTÓNIO MEXIA

A associação de pequenos investidores ATM considera que a tomada de controlo da EDP pelo grupo chinês China Three Gorges (CTG) implica a obrigação de lançar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) também sobre a EDP Brasil.

Numa carta a que a Lusa teve acesso, enviada esta segunda-feira à Comissão de Mercados de Valores Mobiliários (CMVM), a ATM - Associação de Investidores e Analistas Técnicas do Mercado de Capitais cita o artigo 34.º dos estatutos da EDP Brasil em que se refere que a alienação de controlo da EDP -- Energias de Portugal implica o compromisso de "efetivar [...] uma OPA das ações de todos os demais acionistas" da EDP -- Energias do Brasil, que é controlada em 51% pelo grupo EDP.

A ATM assume que este é um assunto controverso uma vez que se pode considerar que nesta OPA há uma aquisição de controlo, mas que não há uma alienação de controlo, já que de momento não há um acionista que tenha o controlo da EDP (a CTG, que é o maior acionista da EDP, tem 23,27%).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)