Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Oposição exilada da Guiné Equatorial denuncia novas violações do regime de Obiang

Lusa 19 de Novembro de 2015 às 12:15

A oposição no exílio da Guiné Equatorial acusou hoje o Presidente equato-guineense de "violar" os requisitos da adesão do país à CPLP, denunciando que Teodoro Obiang Nguema mantém a pena de morte e a violação dos Direitos Humanos.

Numa entrevista à agência Lusa, em Lisboa, o líder da Coligação Restauradora do Estado Democrático (Cored, oposição exilada em Paris), Raimundo Ela Nsang, disse que Obiang, ao discursar no III Congresso Extraordinário do Partido Democrático da Guiné Equatorial (PDGE), que decorreu em Malabo de 10 a 12 deste mês, demonstrou que não tem qualquer intenção de revogar a pena de morte no país.

Num vídeo que o secretário-geral da Cored apresentou à Lusa, com imagens que já estão no Youtube, pode ver-se e ouvir-se Obiang a discursar no congresso do PDGE e a defender que quem mata duas ou três pessoas "não pode ficar impune com vida".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)