Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Os "frag-men-tos" de Janeiro, músico contemporâneo, urbano e pós-moderno

Lusa 9 de Junho de 2018 às 10:57

Janeiro, o músico que vai apresentar em Praga, este mês, o seu álbum de estreia, "frag-men-tos", afirma-se contemporâneo, urbano e pós-moderno, à procura do seu cunho musical, algo que o identifique, "no meio desta confusão".

Em entrevista à agência Lusa, sobre o CD, Janeiro disse: "É um pouco a forma como eu sou e a forma como olho para a vida, e isso está ligado com o facto de ser um jovem contemporâneo, urbano, pós-modernista. A globalização fez com que, de repente, surgissem pessoas assim".

"Estou sempre muito inquieto e numa busca constante, e acho que o disco é isso, é essa busca, a procura pelo meu som e por algo que me identifique, no meio desta confusão", disse Janeiro, que estudou Musicologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)