Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Padre católico acusado de organizar orgias

Escondia filmes pornográficos em capas com nomes de Papas.
2 de Janeiro de 2017 às 18:24
Mais de mil queixas contra padres belgas em três anos
Mais de mil queixas contra padres belgas em três anos FOTO: Getty Images

Um padre italiano está a ser alvo de uma investigação por ter alegadamente organizado orgias dentro da sua igreja. Andrea Contin, pároco da Igreja de São Lázaro na cidade de Pádua, está a ser acusado de práticas imorais e ainda de exercer violência psicológica. As queixas são de três paroquianas. A imprensa italaiana diz que está a ser investigado pelos crimes de violência doméstica e facilitação da prostituição.

O padre terá mantido relação com pelo menos 15 mulheres.

Segundo a imprensa britânica, foram apreendidos vários vídeos que continham conteúdos de cariz sexual filmados no interior da igreja, filmes que o padre católico escondia dentro de capas de cassetes com o nome de Papas católicos. 

Uma voluntária da igreja, de 49 anos, uma das mulheres que fez queixa do padre, assegura que chegou a ter relações sexuais com o mesmo dentro da igreja. "Inicialmente estranhei que ele tivesse sempre tantas mulheres à volta dele. Mas depois comecei a perceber porquê", contou a queixosa. 

O pároco está a ser investigado pelas autoridades. 

O jornal Il Matino di Padova, publicou uma carta de uma das mulheres que diz ter tido sexo com Andrea Cotin. "Tinha uma vida normal. Estava feliz e não procurava homens. Tinha uma criança, um emprego. Foi ele que me pressionou. Enviou-me avalanches de mensagens, uma enxurrada de telefonemas. Ele pressionou-me muito. (...) Depois, disse-me que estava doente. Que atravessava uma crise. Mas continuava a mandar-me mensagens a dizer 'só estou feliz quando estou contigo".

Andrea Contin Igreja de São Lázaro Pádua religião
Ver comentários