Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Paleontólogos da Universidade Nova de Lisboa descobrem o maior anfíbio da Gronelândia

Lusa 16 de Maio de 2017 às 20:31

Uma nova espécie de anfíbio, com 208 milhões de anos, o maior descoberto até à data na Gronelândia, foi hoje anunciada por uma equipa internacional que integra os paleontólogos da Universidade Nova de Lisboa Octávio Mateus e Marco Marzola.

"É sem dúvida o maior anfíbio que temos na Gronelândia, porque este animal tem um crânio de 57 centímetros e um comprimento de 2,5 metros", afirmou à agência Lusa o italiano Marco Marzola, que se encontra em Portugal a fazer a sua tese de doutoramento sobre vertebrados que há 200 milhões de anos viveram na Gronelândia.

O investigador da Universidade Nova de Lisboa é o principal autor do estudo que acaba de ser publicado no "Journal of Vertebrate Paleontology", no qual descreve a nova espécie 'Cyclotosaurus naraserluki' em conjunto com o português Octávio Mateus, da mesma universidade, o norte-americano Neil Shubin, da Universidade de Chicago, e o dinamarquês Lars Clemmensen, da Universidade de Copenhaga.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)