Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Paquistão: Exército tenta controlar violência

A vaga de violência desencadeada após a morte de Benazir Bhutto obrigou o Exército do Paquistão a repor a ordem em várias cidades do sul do país. No entanto, as autoridades não conseguiram evitar a morte de 32 pessoas.
28 de Dezembro de 2007 às 15:26
De acordo com o secretário do Interior da província de Sindh, no sul do país, Ghulam Mohammed Mohtaram, as autoridades provenciais solicitaram uma intervenção do Exército “para controlar a situação de lei e ordem” nas cidades de Carachi, Hyderabad, Mirpurkhas, Nawab Shak e Gotki.
Todavia, testemunhas afirmam que o Exército está a patrulhar as ruas de Carachi e de Hyberabad, obrigando as pessoas a manterem-se em casa.
A maioria das vítimas morreu na província de Sindh, um dos bastiões políticos da ex-primeira-ministra Bhutto.
Das restantes vítimas, oito morreram na sequência de uma explosão de uma bomba na província do Noroeste e uma noutra província de Pendjab (centro).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)