Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Partido Liberal adia filiação de Bolsonaro que estava prevista para dia 22

Adiamento aconteceu após intensa troca de mensagens durante a madrugada entre Costa Neto e Bolsonaro, que está no Dubai.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 14 de Novembro de 2021 às 16:45
O presidente Jair Bolsonaro posa com uma criança empunhando uma arma, numa ação política em Belo Horizonte
O presidente Jair Bolsonaro posa com uma criança empunhando uma arma, numa ação política em Belo Horizonte FOTO: DIREITOS RESERVADOS

O Partido Liberal (PL), anunciou este domingo o adiamento da filiação do presidente Jair Bolsonaro, que estava prevista para o próximo dia 22. O adiamento foi anunciado pelo presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, que não adiantou uma nova data para essa filiação.

O adiamento aconteceu após intensa troca de mensagens durante a madrugada entre Costa Neto e Bolsonaro, que está no Dubai. Em causa está o apoio das instâncias regionais do PL, pois Bolsonaro exige que todos os parlamentares e líderes do Partido Liberal nos estados e nas cidades apoiem os candidatos que ele indicar aos governos e parlamentos estaduais, e Valdemar autorizou que as direcções regionais façam as suas próprias alianças, que a nível local são muitas vezes diferentes das nacionais.

Antes de ter anunciado na semana passada que a sua adesão ao PL já estava certa, Bolsonaro tinha feito o mesmo ao longo dos últimos dois anos com outros partidos, nomeadamente o Partido Republicanos, o Partido Progressista e o Partido Patriotas. Mas, tal como pode acontecer agora com o Partido Liberal, a filiação não se concretizou porque Bolsonaro, que está sem partido desde Novembro de 2019 quando saiu do Partido Social Liberal (PSL), pelo qual se elegeu em 2018, só aceita filiar-se a um partido onde ele e os filhos tenham poder absoluto, inclusive sobre a direcção nacional, e os dirigentes das entidades não aceitam.
Bolsonaro Partido Liberal Brasil política eleições filiação partidos
Ver comentários