Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Passos Coelho rejeita bloco central

O presidente do PSD rejeitou esta quinta-feira a ideia de um bloco central, o que implicaria um acordo político de Governo, frisando que a cooperação social-democrata pretende "dar a mão ao País" e não ao Executivo PS.
29 de Abril de 2010 às 13:33
Passos Coelho reuniu-se ontem com o primeiro-ministro e prometeu cooperação contra a crise. Sinal de que não haverá crise política
Passos Coelho reuniu-se ontem com o primeiro-ministro e prometeu cooperação contra a crise. Sinal de que não haverá crise política FOTO: Tiago Petinga/Lusa

“Para que o país vivesse num bloco central, teria de haver um Governo entre o PSD e o PS e não estamos a falar de nenhum Governo entre os dois  partidos nem sequer de um acordo político de Governo", disse Pedro Passos Coelho aos jornalistas, durante uma visita à Ovibeja.  

"O que estamos a falar é da necessidade de cooperar, nomeadamente com o Governo, para que a estabilização financeira em Portugal se faça e para  que os nossos compromissos internacionais não estejam em causa", explicou. 

Segundo o líder social-democrata, "não há dúvida de que o País precisa que os partidos lhe dêem a mão", mas "não se trata de dar a mão ao Governo.  Trata-se de dar a mão ao País".   

“Vamos ter que fazer sacrifícios, que não precisaríamos de fazer noutras  circunstâncias. O que é importante é que esses sacrifícios, desta vez, valham  a pena para o futuro", salientou.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)