Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

PE garante que vai bater-se contra "cortes radicais" previstos para coesão

Lusa 30 de Maio de 2018 às 14:04

O Parlamento Europeu condenou hoje os "cortes radicais" na política de coesão contemplados na proposta da Comissão Europeia para o próximo quadro financeiro plurianual (2021-2027) e garantiu que vai bater-se por um orçamento mais ambicioso.

Numa resolução hoje aprovada no hemiciclo de Estrasburgo, com 409 votos a favor, 213 contra e 61 abstenções, os eurodeputados consideram que a proposta da Comissão Europeia sobre o orçamento da União Europeia pós-2020 "enfraquece as principais políticas de solidariedade da UE".

Apontando "discrepâncias" nos dados comunicados pela Comissão, que em 02 de maio anunciou que os cortes na Política Agrícola Comum (PAC) e na Política de Coesão seriam, em ambos os casos, em torno dos 5% (admitindo pouco depois que a nível da coesão poderiam atingir os 7%), o Parlamento Europeu (PE) aponta hoje que os cortes reais serão na ordem dos 15% e 10%, respetivamente.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)