Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Pedro Martins promete Guimarães a "correr riscos"

Equipa vitoriana precisa de derrotar o líder Benfica.
9 de Janeiro de 2017 às 15:52
O treinador do Vitória de Guimarães, Pedro Martins
O treinador do Vitória de Guimarães, Pedro Martins FOTO: Simão Freitas
O treinador do Vitória de Guimarães, Pedro Martins, afirmou esta segunda-feira que vai "assumir o mesmo risco" do jogo anterior com o Benfica, agora da terceira e última jornada do grupo D da Taça da Liga de futebol.

A equipa vitoriana, segunda classificada do grupo, com quatro pontos, precisa de derrotar o líder, com seis pontos, para ascender ao primeiro lugar e garantir o acesso à 'final a quatro' da prova, no estádio Algarve, entre 25 e 29 de janeiro, e o técnico minhoto prometeu uma equipa que vai "correr riscos", tal como no jogo de sábado, que perdeu por 2-0, em jogo da 16.ª jornada da I Liga.

"A equipa teve o dobro dos remates do adversário, teve 13 cantos contra três do adversário. São números que indicam que a equipa está a crescer, e, com o apoio da nossa massa associativa, vamos assumir o mesmo risco como assumimos no jogo do campeonato. Não se vai alterar nada", disse Pedro Martins na conferência de imprensa de antevisão ao jogo.

O treinador lembrou que o clube da Luz, além de campeão nacional, é também o "campeão em título" da Taça da Liga e referiu que a sua equipa tem de "qualidade" no jogo e "capacidade de sofrimento" sem bola, assegurando o melhor 'onze' para tentar garantir a presença na fase final.

"Vamos novamente avaliar em que circunstâncias os atletas que jogaram no sábado estão. Temos mais soluções, mas vamos com o melhor 'onze' com o intuito de vencer esta partida e estar na 'final four'", disse.

O técnico vitoriano lembrou que, no sábado, o Vitória superiorizou-se nos primeiros 20 minutos do jogo, exibindo "enorme consistência e enorme pressão sobre o adversário", mas admitiu que a equipa precisa de melhorar os "níveis de eficácia" no embate decisivo para a Taça da Liga.

"[É preciso melhorar] A finalização e não errarmos do ponto de vista individual. [É preciso] Os níveis de eficácia alterarem-se e marcar no momento certo, em contraponto ao adversário", esclareceu, assumindo igualmente que espera ver os seus pupilos corrigirem o último passe.

Pedro Martins pediu ainda que o público vitoriano "compareça em massa" ao Estádio D. Afonso Henriques para ajudar os seus jogadores a superarem "uma grande equipa", enaltecendo o ambiente vivido no jogo do campeonato e considerando que um eventual triunfo do clube nesta edição da Taça da Liga seria um "prémio justíssimo".

"A cidade apoia sempre, respira o futebol, vive o Vitória como ninguém. Era um prémio, quer para a massa associativa, quer para os jogadores, quer para o clube. Era um prémio justíssimo para o que temos feito até ao momento", realçou.

O técnico dos minhotos recusou, porém, que o facto de poder chegar à fase final e não defrontar nenhum dos "três grandes" seja mais apetecível - caso chegue às meias-finais, defronta o 'vizinho' Moreirense -, realçando que os vimaranenses "querem estar na final", mas, de momento, pensam apenas em "levar de vencida" o Benfica.

O Vitória de Guimarães, segundo classificado do grupo D da Taça da Liga, com quatro pontos, recebe o Benfica, primeiro, com seis, pelas 21h15 de terça-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em jogo que será arbitrado por Carlos Xistra, da Associação de Futebol de Castelo Branco.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)