Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Pinto da Costa exige 50 mil euros

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, exige que o Estado o indemnize no valor de 50 mil euros, em virtude da "detenção ilegal" a que foi sujeito no âmbito do processo sobre corrupção no futebol que ficou conhecido como 'Apito Dourado'.
15 de Janeiro de 2006 às 12:28
De acordo com a notícia avançada deste domingo pelo Jornal de Notícias, Pinto da Costa terá apresentado no passado mês de Dezembro uma queixa no Tribunal de Gondomar contra o Estado português, alegando "danos elevados na sua imagem" ao ter sido "detido ilegalmente apesar de se ter apresentado voluntariamente às autoridades".
A queixa, terá seguido para a Procuradoria-Geral da República, na qual é avaliada pelo Conselho Superior do MP, depois de os factos terem sido participados ao procurador-geral distrital do Porto pelo seu advogado Gil Moreira dos Santos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)