Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Platini ataca FIFA por causa dos passes de jogadores detidos por fundos

Michel Platini discursava no Congresso da UEFA, no Cazaquistão, perante uma audiência em que se encontrava Joseph Blatter, presidente da FIFA.
27 de Março de 2014 às 12:03

O presidente da UEFA, Michel Platini, atacou esta quinta-feira a liderança da FIFA, nomeadamente ao presidente Joseph Blatter, por não fazer nada quanto aos futebolistas cujos direitos desportivos e económicos são detidos por empresas ou fundos.

Platini falava na abertura do Congresso da UEFA em Astana, Cazaquistão, perante uma audiência na qual se incluia o presidente da FIFA.

O líder da UEFA, que ainda está a decidir sobre se se candidata ou não à presidência da FIFA, disse que os acordos que permitem a "terceiras entidades" deterem direitos desportivos sobre os futebolistas (à margem dos próprios e dos clubes de futebol que os empregam) são "um perigo" para o futebol.

Platini apelou à FIFA para que imponha uma proibição global a esta prática e elogiou a federação de futebol inglesa por ter sido a primeira a agir contra esta forma de negociar os passes dos jogadores, através da qual fundos e empresas detêm os direitos de muitos jogadores de topo no mundo.

Perante Blatter, sentado na plateia, Platini disse: "Se a FIFA não agir, nós vamos lidar com este problema nas nossas próprias competições na Europa. [...] O Comité Executivo da UEFA já adotou uma posição de princípio sobre esta matéria e vamos levá-la até ao fim".

"Quero aproveitar a sua presença aqui para lhe fazer um pedido solene: por favor tenha a coragem política para lidar com este problema de uma vez por todas [...]. Há momentos em que é preciso parar de se esconder por detrás de comités, subcomités, estudos de peritos e relatórios académicos", reforçou o presidente da UEFA.

Futebol Platini Blatter Críticas Jogadores
Ver comentários