Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Pobreza e violência sexual aumentam casamentos de meninas refugiadas

Números da agência da Organização das Nações Unidas para a Infância (Unicef) indicam que a taxa de casamentos com crianças entre os refugiados sírios na Jordânia subiu de 18% em 2012 para 25% em 2013.

16 de Julho de 2014 às 23:34

O número de casamentos com crianças duplicou entre os refugiados sírios na Jordânia, devido à pobreza e aos receios de violência sexual, revelaram esta quarta-feira várias agências internacionais.

No relatório "Demasiado Nova para Casar", a organização Save the Children (Salvem as Crianças) lembrou que antes de a guerra civil na Síria ter começado, em 2011, os casamentos com crianças representavam 13% da totalidade. Mas "os casamentos precoces e forçados entre as meninas sírias refugiadas duplicou desde o início da guerra", lê-se no documento, que especificou que 48% das envolvidas foram forçadas a uniões com homens que eram, pelo menos, 10 anos mais velhos.

Síria Pobreza violência sexual aumenta casamentos meninas refugiadas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)