Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Polícia moçambicana aborta alegado tráfico de raparigas para prostituição no Zimbabué

17 de Março de 2014 às 13:25

A Polícia moçambicana abortou uma tentativa de tráfico de quatro mulheres e uma criança de quatro meses, supostamente para alimentar uma rede de prostituição no Zimbabué, disse hoje à agência Lusa fonte policial.

Em declarações à Lusa, Vasco Matusse, porta-voz do comando da polícia em Manica, disse que as mulheres, com idades entre 20 e 24 anos, foram aliciadas com "empregos chorudos" para se deslocarem da Beira (Sofala) para Chimoio (Manica) e posteriormente para a fronteira.

A polícia prendeu um suspeito, de 24 anos, que, segundo a polícia, recrutou as mulheres, desempregadas, em bairros periféricos da cidade da Beira, e levou-as, em transportes semicoletivos, até à vila de Manica, para atravessar a fronteira.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)