Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Polícia venezuelana impede advogados de se manifestarem

Manifestantes foram cercados por vários cordões da Polícia Nacional Bolivariana, que os impediu de circular.
22 de Maio de 2014 às 21:26

Funcionários policiais e militares impediram esta quinta-feira centenas de advogados e estudantes de Direito de se manifestarem junto do Ministério Público, em Caracas, para entregar um documento exigindo respeito pela profissão

Os profissionais do Direito pretendiam ainda pedir pela libertação de advogados detidos, expressar o seu descontento relativamente a aspetos relacionados com o "livre exercício da profissão" e exigir "um país melhor".

Envergando togas, os manifestantes concentraram-se na Avenida Paez de El Paraíso, a oeste de Caracas, junto da sede do Colégio Nacional de Advogados (CNA), o organismo venezuelano equivalente à Ordem dos Advogados, a partir de onde pretendiam ir até ao Ministério Público, em Parque Carabobo, no centro da capital venezuelana. No entanto foram cercados por vários cordões da Polícia Nacional Bolivariana que os impediu de circular, pelo que realizaram uma assembleia junto do CNA.

Venezuela Polícia Nacional Bolivariana venezuelana impede advogados manifestarem
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)