Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Polícia chinesa continua a recorrer à tortura para obter confissões

As conclusões da organização de defesa dos direitos humanos foram esta quarta-feira apresentadas em Hong Kong.
Lusa 13 de Maio de 2015 às 10:31
Human Rights Watch denuncia recurso a tortura
Human Rights Watch denuncia recurso a tortura FOTO: Reuters

A lista de abusos físicos e psicológicos a que os detidos chineses são sujeitos pela polícia durante os interrogatórios é longa e brutal, mesmo após a adoção de regulamentos para o impedir, denuncia a Human Rights Watch.

As conclusões da organização de defesa dos direitos humanos foram esta quarta-feira apresentadas em Hong Kong e são fruto da análise a 158.000 vereditos de tribunais chineses entre 01 de janeiro e 30 de abril de 2014 - entre estes há referências ao recurso à tortura policial em 432, a maioria (67) na província de Guangdong, apesar de apenas em 23 casos as provas obtidas por este método terem sido consideradas inadmissíveis.

A Human Rights Watch (HRW) entrevistou também 48 detidos, familiares, advogados e antigos dirigentes.

Human Rights Watch Hong Kong china polícia tortura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)