Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Portugal é dos 7 países da UE onde salários são mais baixos que em 2009

Estudo europeu mostra que salários caíram 0,7% em Portugal nos anos de crise.
13 de Março de 2017 às 11:36
Uma das manifestações que aconteceram em 2016 contra a precaridade laboral e baixos salários
Uma das manifestações que aconteceram em 2016 contra a precaridade laboral e baixos salários FOTO: Lusa
Portugal é um dos sete países da União Europeia onde os trabalhadores ganham hoje menos do que há oito anos, aponta um estudo publicado esta segunda-feira em Bruxelas pela Confederação Europeia de Sindicatos (CES), em colaboração com o Instituto Sindical Europeu.

De acordo com o estudo, entre 2009 e 2016, os salários reais (corrigidos pela inflação) caíram anualmente em média 3,1% na Grécia, 1% na Croácia, 0,9% na Hungria, 0,7% em Portugal, 0,6% em Chipre, 0,4% no Reino Unido e 0,3% em Itália.

O estudo aponta ainda que em 18 países o crescimento do salário real entre 2009 e 2016 foi mais fraco do que no período entre 2001 e 2008, e apenas três países, Alemanha, Polónia e Bulgária, viram os aumentos dos salários reais nos últimos oito anos ultrapassar aqueles dos oito anos anteriores.

"É uma notícia muito má, não apenas para os trabalhadores e suas famílias, mas também para as empresas", comentou a secretária-geral confederal da CES, apontando que "se os trabalhadores têm menos dinheiro para gastar, as empresas também se ressentem".

Segundo Esther Lynch, "o tempo de um verdadeiro relançamento chegou" e "os trabalhadores têm necessidade de um aumento salarial em toda a Europa".

"Os salários começam a voltar a subir, mas ainda há muito caminho a recuperar", acrescentou.
Bruxelas União Europeia Reino Unido Portugal Confederação Europeia de Sindicatos salários caem redução
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)