Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Portugal quer reduzir em 4% importações do gás europeu da Rússia

16 de Maio de 2014 às 22:35

Portugal quer reduzir em 4% as importações europeias de gás natural provenientes da Rússia, se a União Europeia investir nas interligações, nomeadamente no terceiro gasoduto entre Portugal e Espanha com ligação ao resto da Europa, defendeu o ministro da Energia.

"Se a União Europeia investir nas interligações, o Terminal de Gás Natural Liquefeito [GNL] de Sines pode substituir 4% de todas as importações de gás originárias da Rússia", afirmou à agência Lusa Moreira da Silva, no final do conselho informal de ministros da Energia, que decorreu em Atenas.

Em declarações à Lusa, o governante explicou que a abordagem foi a de posicionar a Península Ibérica "como uma alternativa à importação de gás da Rússia e contribuir para uma maior segurança no abastecimento de gás na União europeia", uma questão que ganhou destaque com o aumento da tensão na Ucrânia. (Esclarece que Portugal quer contribuir para reduzir em 4% importações europeias de gás provenientes da Rússia)

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)