Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Povos devem enterrar passado colonial

O presidente da Comissão União Africana (UA),Alpha Oumar Konaré, afirmou este sábado que a Cimeira UE/África é a “altura propícia” para que os povos dos dois continentes “enterrem o seu passado colonial”.
8 de Dezembro de 2007 às 15:45
Na sua intervenção na abertura da II Cimeira UE/África, Konaré afirmou igualmente que África tem de “sair de uma lógica de economia de contabilidade” e deixar de ser a “fonte dos recursos naturais brutos”.
“É tempo de África enterrar o seu passado colonial. Tem vindo, nos últimos anos, a garantir um crescimento assinalável, mas que é ainda muito frágil", declarou o presidente da Comissão da UA, referindo os conflitos que ainda assolam o continente, como no Darfur, Somália e RDCongo.
Alpha Oumar Konaré insurgiu-se ainda contra a “falta de democracia e de uma verdadeira representatividade” no Conselho de Segurança das Nações Unidas, onde África não tem um representante permanente, defendendo uma reforma “profunda” na organização.
Para o líder africano, construir a unidade africana passa também pela ideia avançada pelo presidente da Líbia, Muammar Kadhafi, de criar os Estados Unidos de África.
"Para a UA, a África é só uma. Não é só a sub-saariana, também é magrebina. É de todas as cores", acrescentou Konaré, lembrando que os africanos "não pretendem negar as heranças coloniais", embora tenham de assumir, primeiro, a sua "africanidade".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)