Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Marcelo manifesta pesar pela morte de Bernardino Gomes

Presidente da República lembro "velha amizade" com um dos fundadores do PS.
30 de Outubro de 2016 às 20:43
Nota de Marcelo Rebelo de Sousa foi publicada na página oficial da Presidência da República
Nota de Marcelo Rebelo de Sousa foi publicada na página oficial da Presidência da República FOTO: Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou este domingo pesar pela morte de Bernardino Gomes, um dos fundadores do PS, e falou de "velha amizade".

"O Presidente da República manifesta, com velha amizade, o seu pesar pela morte do Dr. Bernardino Gomes, fundador do Partido Socialista, lutador pela liberdade e democracia, antes e depois do 25 de abril", lê-se numa nota de Marcelo Rebelo de Sousa publicada na página oficial da Presidência da República.

Bernardino Gomes, fundador do PS e chefe de gabinete do ex-primeiro-ministro Mário Soares, morreu hoje de madrugada aos 72 anos, disse à agência Lusa fonte do Partido Socialista.

Bernardino Gomes licenciou-se em Ciências Políticas pela Universidade de Lovaina, Bélgica, e foi diretor do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério dos Negócios Estrangeiros, após o 25 de Abril de 1974.

Investigador da área das relações internacionais, é autor, com Tiago Moreira de Sá, do livro "Carlucci vs. Kissinger -- Os EUA e a Revolução Portuguesa", sobre o papel dos Estados Unidos na revolução, e foi, durante anos, administrador da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

Com Mário Soares foi um dos fundadores do PS, em Bad Munstereiffel (República Federal Alemã), a 19 de Abril de 1973, que resultou da transformação em partido da Ação Socialista Portuguesa (ASP).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)