Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Preventiva para homem que desmembrou vítima

Suspeito disse à PJ onde enterrou o corpo da ex-companheira.
22 de Abril de 2016 às 21:19
Corpo retirado do  local pelos bombeiros. Máquina usada nas buscas
Corpo retirado do local pelos bombeiros. Máquina usada nas buscas FOTO: Vítor Mota

Ficou esta sexta-feira em prisão preventiva o homem que matou em janeiro a ex-namorada em Sintra e que desmembrou e enterrou o cadáver em Salvaterra de Magos.

A mulher, encontrada quarta-feira morta e enterrada num pinhal de Salvaterra de Magos, será uma cabeleireira brasileira de 32 anos desaparecida desde 6 de janeiro e que terá sido assassinada à pancada pelo ex-companheiro. O crime ocorreu nesse dia na casa do homem, de 28 anos, em Sintra, que, de seguida, desmembrou o corpo da vítima e o transportou até ao pinhal, onde o enterrou.

Após denúncia do desaparecimento, a Polícia Judiciária de Lisboa começou a investigação e apurou ter existido um crime e que o mesmo foi cometido pelo ex-companheiro.

O homem indicou à Judiciária o local onde enterrou o corpo, que foi recuperado na tarde de quarta-feira com recurso a uma escavadora da Câmara de Salvaterra de Magos, dos bombeiros e da GNR locais.

A mulher encontrada quarta-feira morta e enterrada num pinhal de Salvaterra de Magos será uma cabeleireira brasileira de 32 anos desaparecida desde 6 de janeiro, em Sintra, e que terá sido assassinada à pancada pelo ex-companheiro. O crime ocorreu nesse dia na casa do homem, de 28 anos, também em Sintra, que, de seguida, desmembrou o corpo da vítima e o transportou até ao pinhal, onde o enterrou. Após denúncia do desaparecimento, a Polícia Judiciária de Lisboa começou a investigação e apurou ter existido um crime e que o mesmo foi cometido pelo ex-companheiro. O homem indicou à Judiciária o local onde enterrou o corpo, que foi recuperado na tarde de quarta-feira com recurso a uma escavadora da Câmara de Salvaterra de Magos, dos bombeiros e da GNR locais.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/mulher_enterrada_estava_desaparecida_desde_janeiro.html
A mulher encontrada quarta-feira morta e enterrada num pinhal de Salvaterra de Magos será uma cabeleireira brasileira de 32 anos desaparecida desde 6 de janeiro, em Sintra, e que terá sido assassinada à pancada pelo ex-companheiro. O crime ocorreu nesse dia na casa do homem, de 28 anos, também em Sintra, que, de seguida, desmembrou o corpo da vítima e o transportou até ao pinhal, onde o enterrou. Após denúncia do desaparecimento, a Polícia Judiciária de Lisboa começou a investigação e apurou ter existido um crime e que o mesmo foi cometido pelo ex-companheiro. O homem indicou à Judiciária o local onde enterrou o corpo, que foi recuperado na tarde de quarta-feira com recurso a uma escavadora da Câmara de Salvaterra de Magos, dos bombeiros e da GNR locais.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/mulher_enterrada_estava_desaparecida_desde_janeiro.html
A mulher encontrada quarta-feira morta e enterrada num pinhal de Salvaterra de Magos será uma cabeleireira brasileira de 32 anos desaparecida desde 6 de janeiro, em Sintra, e que terá sido assassinada à pancada pelo ex-companheiro. O crime ocorreu nesse dia na casa do homem, de 28 anos, também em Sintra, que, de seguida, desmembrou o corpo da vítima e o transportou até ao pinhal, onde o enterrou. Após denúncia do desaparecimento, a Polícia Judiciária de Lisboa começou a investigação e apurou ter existido um crime e que o mesmo foi cometido pelo ex-companheiro. O homem indicou à Judiciária o local onde enterrou o corpo, que foi recuperado na tarde de quarta-feira com recurso a uma escavadora da Câmara de Salvaterra de Magos, dos bombeiros e da GNR locais.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/mulher_enterrada_estava_desaparecida_desde_janeiro.html
A mulher encontrada quarta-feira morta e enterrada num pinhal de Salvaterra de Magos será uma cabeleireira brasileira de 32 anos desaparecida desde 6 de janeiro, em Sintra, e que terá sido assassinada à pancada pelo ex-companheiro. O crime ocorreu nesse dia na casa do homem, de 28 anos, também em Sintra, que, de seguida, desmembrou o corpo da vítima e o transportou até ao pinhal, onde o enterrou. Após denúncia do desaparecimento, a Polícia Judiciária de Lisboa começou a investigação e apurou ter existido um crime e que o mesmo foi cometido pelo ex-companheiro. O homem indicou à Judiciária o local onde enterrou o corpo, que foi recuperado na tarde de quarta-feira com recurso a uma escavadora da Câmara de Salvaterra de Magos, dos bombeiros e da GNR locais.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/mulher_enterrada_estava_desaparecida_desde_janeiro.html
A mulher encontrada quarta-feira morta e enterrada num pinhal de Salvaterra de Magos será uma cabeleireira brasileira de 32 anos desaparecida desde 6 de janeiro, em Sintra, e que terá sido assassinada à pancada pelo ex-companheiro. O crime ocorreu nesse dia na casa do homem, de 28 anos, também em Sintra, que, de seguida, desmembrou o corpo da vítima e o transportou até ao pinhal, onde o enterrou. Após denúncia do desaparecimento, a Polícia Judiciária de Lisboa começou a investigação e apurou ter existido um crime e que o mesmo foi cometido pelo ex-companheiro. O homem indicou à Judiciária o local onde enterrou o corpo, que foi recuperado na tarde de quarta-feira com recurso a uma escavadora da Câmara de Salvaterra de Magos, dos bombeiros e da GNR locais.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/mulher_enterrada_estava_desaparecida_desde_janeiro.html
Salvaterra de Magos Sintra Polícia Judiciária de Lisboa desmembramento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)