Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Pró-russos dizem que já morreram mil pessoas

Confrontos entre as duas fações não pararam, nem sequer depois da trégua alcançada na segunda-feira entre representantes de Kiev e os insurgentes.
26 de Junho de 2014 às 16:58

Cerca de mil pessoas morreram, entre rebeldes pró-russos e civis, desde o início do conflito no sudeste da Ucrânia, há dois meses, afirmou esta quinta-feira um dos líderes rebeldes, Andrei Purgin.

"Já podemos falar de um total de mil mortos em Donbass", lamentou o vice-primeiro-ministro da autoproclamada República Popular de Donetsk, declarada pelos separatistas como independente da Ucrânia. Muitos morreram e foram enterrados em Sloviansk e arredores, local simbólico e baluarte da rebelião pró-russa que começou em meados de abril, afirmou.

Pelo menos uma centena de pessoas, na sua maioria rebeldes, morreram nos combates pelo aeroporto de Donetsk. "Debaixo dos escombros do aeroporto de Donetsk estão ainda cerca de 35 corpos", disse ainda o líder pró-russo em declarações aos jornalistas.

O presidente da Ucrânia, Petro Porochenko, afirmou que entre as tropas governamentais houve "quase 150 mortos, mais de 300 feridos e 174 sequestrados".

Falando em Estrasburgo, onde interveio na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, o líder ucraniano acusou os separatistas de terem matado 18 soldados do seu país desde a declaração de cessar-fogo unilateral por parte da Ucrânia, na semana passada.

Ucrânia pró-russos morreram mil pessoas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)