Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

"Processo não é viável"

José Manuel Silva, Bastonário da Ordem dos Médicos, sobre a reformulação da urgência psiquiátrica da zona Sul.
27 de Agosto de 2013 às 00:08

Correio da Manhã – Como é que vê a centralização da urgência de psiquiatria da zona Sul apenas no Hospital de Santa Maria e no Hospital de São José?

José Manuel Silva – Este é um processo marcado pela irresponsabilidade e demasiado secretismo. Os objetivos não são os de melhorar o Serviço Nacional de Saúde, são outros. Haverá um problema na assistência dos doentes urgentes. Há cinco anos houve uma restruturação nas Urgências do Porto, mas não foi desta forma. Aliás, o Porto tem menos de metade da população da área da Grande Lisboa, logo não é comparável.

A ideia é racionalizar. Considera que haverá impacto na qualidade dos cuidados prestados?

Sim e a poupança não será grande. Minimizar a oferta do Serviço Nacional de Saúde terá impacto nos doentes e trará mais dificuldade no acesso aos cuidados de saúde. É inacreditável a ausência de transparência.

É viável uma urgência de psiquiatria sem apoio de enfermeiros?

Não. Sem salas de observação específicas e enfermeiros, é impossível. Não é viável. Quem faz medidas deste tipo não percebe nada de psiquiatria, de saúde nem do conceito de Serviço Nacional de Saúde.

José Manuel Silva bastonário ordem dos médicos urgência
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)