Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

PS defende duas datas para eleições

O PS foi esta quarta-feira informar o Presidente da República que defende a realização de eleições autárquicas e legislativas em duas datas diferentes, desvalorizando os custos acrescidos desta solução.
24 de Junho de 2009 às 11:14
Cavaco Silva ouve hoje os partidos
Cavaco Silva ouve hoje os partidos FOTO: d.r.

'A democracia é importante demais para nos preocuparmos com custos destas dimensão, acho que estão valores sérios demais em jogo para nos preocuparmos com problemas financeiros, porque isso em nosso entender tendo algum significado é um significado diminuto comparado com os argumentos a encontrar', afirmou o presidente socialista, Almeida Santos, à saída da audiência com Cavaco Silva.

Almeida Santos justificou a preferência de duas datas a diferença na 'lógica de determinação de voto' nos dois actos eleitorais. Segundo o presidente do PS, nas autárquicas há 'uma lógica de proximidade, de conhecimento dos candidatos', enquanto nas legislativas há uma 'lógica nacional, mais distante'.

'Qualquer argumento que possa ser invocado a favor da simultaneidade cede perante a lógica destes argumentos', sublinhou Almeida Santos, repetindo que 'a democracia é importante de mais para que sobrepúnhamos valores secundários a valores principais'.

O Presidente da República está hoje a ouvir os partidos com assento parlamentar para decidir sobre a data das legislativas. As autárquicas são marcadas pelo Governo.

Sobre se recebeu algum sinal de Cavaco Silva quanto a uma eventual conclusão para a data das eleições, o presidente socialista afirmou que sim, mas deixou para o Chefe de Estado essa divulgação.

Ver comentários