Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

PSD quer ouvir Constâncio até dia 15

O PSD afirmou esta sexta-feira que o governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, deverá prestar esclarecimentos sobre a averiguação a operações financeiras do BCP até ao dia 15 de Janeiro, data em que se realizará a reunião magna dos accionistas do maior banco privado português, ou abandonar o cargo.
4 de Janeiro de 2008 às 17:36
O secretário-geral do PSD, Ribau Esteves, em conferência de imprensa, lembrou que o grupo parlamentar do partido requereu a audição urgente de Vítor Constâncio na Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças, defendendo que isso deve acontecer antes do próximo dia 15.
"Se não quiser prestar esclarecimentos no tempo e no local devido, tem a outra solução, que é escolha dele: Inibir-se de intervir quer neste quer em qualquer outro processo", declarou Ribau Esteves, explicando depois que isso significa que o Governador do BdP deverá “sair do cargo" que ocupa.
Segundo o dirigente social-democrata, “Vítor Constâncio, que tem anunciado processos de verificação de idoneidade de pessoas ligadas à gestão da banca portuguesa, tem a sua própria idoneidade técnica e de rigor profissional profundamente atingida, pelo que tem de mudar de atitude intervindo nesta questão de forma incisiva e rápida, prestando os devidos esclarecimentos".
Ver comentários