Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

PSD quer ouvir Luís Pisco

Os socias-democratas querem ouvir o coordenador da Missão para os Cuidados de Saúde Primários (MCSP), Luís Pisco, no Parlamento, a propósito do seu recuo no pedido de demissão apresentado a semana passada.
16 de Abril de 2008 às 15:49
A ministra da Saúde garantiu que não foram dadas mais condições a Luís Pisco do que as previstas no diploma que cria a Missão para os Cuidados de Saúde Primários
A ministra da Saúde garantiu que não foram dadas mais condições a Luís Pisco do que as previstas no diploma que cria a Missão para os Cuidados de Saúde Primários FOTO: Lusa

Luís Pisco, quando apresentou a sua demissão, disse ser “incapaz de levar para a frente a tarefa de reconfiguração dos centros de saúde”. A ministra da Saúde, Ana Jorge, afirmou, depois, não terem sido dadas mais condições para que o coordenador se mantivesse em funções do que as que estão estipuladas no diploma em que é criada a Missão.

No entanto, após uma reunião com a governante, na segunda-feira, o gabinete de Ana Jorge revelou terem sido “encontradas soluções” para que Luís Pisco não abandonasse o cargo e que a tutela tem todo o interesse em avançar com a reforma dos cuidados primários.

No seguimento destas declarações, os deputados do PSD Ana Manso e Carlos Miranda apresentaram, ontem, um requerimento à Presidente da Comissão de Saúde, Maria de Belém Roseira, para que Luís Pisco seja chamado ao Parlamento e explique as razões que o levaram a recuar no seu pedido de demissão.

Para o PSD, “estas declarações são inquietantes na medida em que traduzem um crescente mal-estar entre as estruturas dirigentes do Ministério da Saúde e tornam-se graves porque respeitam a um importante eixo da política de saúde do Governo que, convém lembrar, cuja execução tem ficado muito aquém do prometido”.

 

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)