Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Terramoto nas Filipinas faz quatro mortos e cem feridos

Uma criança figura entre as vítimas mortais.
Lusa 11 de Fevereiro de 2017 às 04:04
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos
Autoridades declararam estado de catástrofe em Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes, sofreram fortes danos

Pelo menos quatro pessoas morreram e mais de 100 outras ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,5 na escala de Richter na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, segundo o mais recente balanço.

O terramoto, que ocorreu às 22h00 de sexta-feira (14h00 em Lisboa), teve o epicentro localizado a 27 quilómetros de profundidade e atingiu a ilha de Mindanao, localizada a mais de 700 quilómetros a sudeste da capital filipina, Manila, segundo o instituto geológico norte-americano (USGS), que monitoriza a atividade sísmica mundial.

Segundo o mais recente balanço, facultado hoje pela governadora da província de Surigao do Norte, Sol Matugas, à CNN Filipinas, foram registadas quatro mortes, incluindo de um menor.

Dos mais de 100 feridos, 68 deram entrada no hospital regional de Caraga, no centro de Surigao, incluindo 13 em estado grave.

As autoridades declararam o estado de catástrofe na cidade de Surigao, onde inúmeros edifícios e infraestruturas, como duas pontes importantes, sofreram fortes danos.

Os serviços de emergência prosseguem com as operações de resgate, sem descartar a possibilidade de um aumento do número de vítimas mortais.

O terramoto afetou no total 11 localidades, nas quais o fornecimento de eletricidade ficou parcial ou totalmente cortado.

Além disso, obrigou ao cancelamento de todos os voos no aeroporto de Surigao que, segundo estimativas das autoridades, pode mesmo ficar encerrado até ao próximo dia 10 de março.

As Filipinas assentam sobre o chamado "Anel de Fogo" do Pacífico, uma zona com elevada atividade sísmica e vulcânica que é sacudida anualmente por cerca de 7.000 terramotos por ano, a maioria moderados.

Richter Filipinas acidentes e desastres sismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)