Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Rabino de Washington condenado a seis anos e meio de cadeia por espiar mulheres

Lusa 16 de Maio de 2015 às 03:25

Um rabino de Washington que admitiu ter instalado câmaras para espiar mulheres quando se preparavam para os rituais do banho judaico foi sentenciado sexta-feira a seis anos e meio de prisão, revelou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Bernard "Barry" Freundel, 63 anos, foi sentenciado por 52 crimes de voyeurismo por filmar as mulheres entre 2009 e 2014 e tinha, em fevereiro, admitido a sua conduta imprópria.

O juiz Geoffrey Alprin do Tribunal Superior condenou Bernard "Barry" Freundel a 45 dias de prisão por cada uma das suas 52 vítimas salientando que a sua conduta é um "clássico de abuso de poder e violação da confiança".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)