Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Resíduos em blusão de PJ condenada são de disparos

Tribunal da Relação de Coimbra condenou Ana Saltão a 17 anos de prisão.
28 de Maio de 2015 às 17:45
Ana Saltão
Ana Saltão FOTO: Ricardo Almeida

O Tribunal da Relação de Coimbra, que condenou Ana Saltão a 17 anos de prisão por matar a tiro a avó do marido, concluiu que os resíduos encontrados no blusão da inspetora da PJ resultaram dos disparos.

Segundo o acórdão do Tribunal da Relação de Coimbra (TRC), a que a Lusa teve acesso, a matéria de facto presente na sentença que absolveu a inspetora da PJ a 8 de setembro de 2014 "está em desconformidade com a prova produzida", estando também em falta prova "de contra-indícios que poria em causa as provas positivas".

A Relação condenou Ana Saltão a 17 anos de prisão por homicídio qualificado e peculato, considerando, no acórdão, que a arguida "agiu de forma livre, voluntária e consciente" e que revelou "uma raiva latente que explodiu" no momento da morte da avó do marido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)