Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Rhode ainda sem solução

A fábrica de calçado Rhode, em Santa Maria da Feira, informou esta sexta-feira os cerca de 1.300 funcionários que a empresa suspendeu a laboração até ao próximo dia 3 de Abril.
23 de Março de 2007 às 16:59
Em declarações à rádio TSF, Fernanda Moreira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Calçado, revelou que a administração da Rhode informou também os seus trabalhadores que não existe ainda uma solução definitiva para o problema da empresa, mas que as negociações entre a casa-mãe e a banca alemã prosseguem.
De acordo com a sindicalista, os salários em atraso só poderão começar a ser pagos, se a sede da Rhode fizer uma encomenda à fábrica portuguesa e pagar esse pedido previamente.
Segundo um correspondente da TSF na Alemanha, as instituições bancárias alemãs pediram mais tempo à Rhode para estudar o caso da empresa, que corre o risco de insolvência. No entanto, a administração da sede está confiante numa solução favorável à fábrica de calçado.
Os trabalhadores reúnem-se esta tarde em plenário para decidirem o que fazer.
Contactado pela TSF, o presidente da Câmara de Santa Maria de Feira aconselhou os trabalhadores a ponderarem a suspensão dos contratos de trabalho, de modo a poderem requerer o subsídio de desemprego.
O Ministério da Economia espera que seja possível manter em funcionamento a unidade fabril. Por enquanto, foi dada a garantia aos trabalhadores que iriam receber o salário correspondente ao mês de Fevereiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)