Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Rússia: Estaline mandou matar 22 mil oficiais polacos

Os deputados russos admitiram esta sexta-feira a responsabilidade do ditador soviético Estaline no massacre de 22 mil oficiais polacos, executados no ano de 1940 na floresta de Katyn. Esta rara condenação foi encarada pela Reuters como uma forma de a Rússia aproximar-se da Polónia.
26 de Novembro de 2010 às 18:49
Em 1990 os russos admitiram responsabilidade mas só agora apontam o dedo a Estaline
Em 1990 os russos admitiram responsabilidade mas só agora apontam o dedo a Estaline FOTO: d.r.

A Duma, câmara baixa do parlamento, aprovou uma resolução onde se admite que os documentos dos arquivos secretos provam que Estaline ordenou directamente a morte dos polacos. A resolução foi suportada por 342 dos 450 deputados.

 

Lê-se na resolução aprovada: “O material mantido durante muitos anos nos arquivos secretos [...] testemunha o facto de que os crimes em Katyn aconteceram sob ordens das ordens directas de Estaline.”

 

Konstatin Kosachyov, líder da Comissão dos Negócios Estrangeiros na Duma afirmou que “é realmente uma questão de consciência, depois de tantos anos a negar e em silêncio, fazer esta declaração que pode fechar um capítulo da nossa história”.

   

O ministro dos Negócios Estrangeiros polaco afirmou que este era um passo importante na reconciliação entre os dois países, acrescentando que “este gesto confirma que não há retorno” no diálogo baseado na verdade entre as duas nações.

 

Espera-se que o primeiro-ministro russo Dmitri Medvedev entregue mais documentos secretos sobre o massacre de Katyn, na sua visita à Polónia, marcada para 6 de Dezembro.

Negação de Katyn 

 

Durante quase meio século os russos culparam a Alemanha nazi pela morte dos oficiais polacos. Só em 1990 o último líder soviético, Mikhail Gorbachev, admitiu que a polícia secreta de Estaline, a NKVD (antecessora da KGB) foi responsável, mas nunca acusou directamente Estaline.

 

“Como podemos pedir desculpa pela tragédia de Katyn quando a culpa não foi nossa?”, perguntou um membro do Partido Comunista russo, que se opôs à resolução aprovada esta sexta-feira.

Estaline Stalin Rússia II Guerra Mundial Polónia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)