Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Rússia: Legislativas falharam critérios europeus

Os observadores da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) afirmaram esta segunda-feira que as eleições legislativas realizadas este fim-de-semana na Rússia não corresponderam aos padrões europeus.
3 de Dezembro de 2007 às 15:00
"É nossa opinião de que estas eleições não podiam corresponder a muitos critérios de eleições, aceites na Europa. Por isso, não podemos chamar-lhes livres", declarou Joran Lennmarker, chefe da missão de observadores da Assembleia Parlamentar da OSCE.
"As eleições na Rússia não foram justas", considerou também Luke van den Brande, chefe da missão de observadores da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.
"Constatámos diferentes momentos positivos durante a preparação e realização do escrutínio. Mas, ao mesmo tempo, detectámos momentos negativos, que dizem respeito ao segredo da votação", afirmou Luke van den Brande.
Por sua vez, os observadores da Comunidade de Estados Independentes (CEI), organização que reúne 12 das 15 antigas repúblicas da antiga União Soviética, consideraram, num comunicado divulgado em Moscovo, as eleições "democráticas, livres e transparentes" e apelaram aos outros observadores internacionais a aderir a este ponto de vista.
Contados 98% dos votos, o Partido Rússia Unida obteve 64,1% dos votos, o Partido Comunista conquistou 11,6%, o Partido Liberal Democrático 7,8% por cento e o Partido Rússia Justa 7,8%.
Os restantes sete partidos não conseguiram eleger deputados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)