Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Scotland Yard começa investigação ao assassínio de Bhutto

A equipa de peritos da Polícia criminal britânica deu início este sábado aos trabalhos de investigação para ajudar no inquérito à morte da antiga primeira-ministra paquistanesa, tendo começado por inspeccionar o local onde Benazir Bhutto foi assassinada, em Rawalpindi.
5 de Janeiro de 2008 às 13:21
O presidente paquistanês, Pervez Musharraf, convidou a equipa da Scotland Yard para colaborar na investigação por não estar satisfeito com o inquérito local, embora continue a negar o envolvimento do Governo e dos serviços secretos no atentado e de reiterar que os mesmos não tentaram eliminar pistas.
Musharraf mostrou-se ainda irritado por os serviços municipais terem limpo o local do ataque com jactos de água logo após o homicídio, o que dificulta a tarefa dos peritos britânicos.
Por sua vez, o Partido do Povo Paquistanês (PPP), de Benazir Bhutto, entende que a presença da Scotland Yard no país “não faz sentido”, pois “o próprio Musharraf afirmou que a equipa não está autorizada a interrogar aqueles que nós suspeitamos. Portanto, a sua intervenção está limitada”, segundo o porta-voz do partido, Farhatullah Babar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)