Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Seguranças de bares do Cais do Sodré julgados por dezenas de agressões em silêncio

Lusa 4 de Abril de 2017 às 15:54

Doze dos 13 seguranças de bares do Cais do Sodré, em Lisboa, acusados de agredirem dezenas de clientes, entre 2009 e 2011, incluindo um arguido condenado a 21 anos de prisão por matar a mulher, remeteram-se hoje ao silêncio.

No início do julgamento, que decorre no Tribunal Central de Lisboa, apenas um dos seguranças, julgados por dezenas de crimes de ofensa à integridade física praticados sobre clientes e transeuntes, manifestou vontade de prestar declarações.

Um dos arguidos neste processo é Marcos Camargo, que foi condenado em janeiro de 2015 a 21 anos de prisão por esfaquear mortalmente a mulher, Luana Camargo, de 28 anos, em maio de 2014, numa clínica dentária da rua Augusta, em Lisboa, por não se conformar com a intenção de a vítima se divorciar dele.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)