Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Seguro promete não aumentar impostos mas não se compromete com redução

António José Seguro reiterou a necessidade do país "mudar de rumo" pois, apesar da "boa notícia da saída" do programa de ajustamento, "o país está pior".
6 de Maio de 2014 às 19:11

O secretário-geral do PS promete que se for primeiro-ministro não vai aumentar impostos, nem criar qualquer programa de despedimentos na função pública, mas não se compromete com uma redução da carga fiscal, numa entrevista ao Expresso Diário.

À exceção do IVA na restauração, António José Seguro não se compromete com qualquer redução de impostos, alegando que não sabe em que estado irá 'receber' o país. A única promessa que deixa é: "Não haverá aumento da carga fiscal". Outra promessa deixada pelo secretário-geral do PS refere-se à função pública, com António José Seguro a afirmar que "não haverá despedimentos, nem nenhum programa de despedimentos".

Quanto às eleições europeias de 25 de maio, António José Seguro elege a abstenção como principal preocupação, mas continua sem apontar objetivos concretos além de "ganhar" e recusa que a continuação na liderança do partido esteja dependente dos resultados.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)