Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Sérgio Sousa Pinto alerta que primárias e diretas podem ser "confissão de nulidade" dos partidos

Lusa 31 de Agosto de 2017 às 23:43

O deputado e dirigente socialista Sérgio Sousa Pinto criticou hoje, numa iniciativa do PSD, o discurso anti-partidos e considerou que formas de abertura como as diretas e primárias representam "uma confissão da sua nulidade".

"O ataque aos partidos é um ataque à democracia, sem partidos não há democracia, se alguém alberga num recanto do cérebro a ideia de uma democracia sem partidos, tal não é possível", afirmou, num jantar-conferência da Universidade de Verão do PSD.

O presidente da Comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros defendeu que, por serem pilares da democracia, os partidos "não podem sacrificar tudo ao democratismo interno, ao basismo, nem ao democratismo externo, com primárias, diretas e formas de abertura ao exterior que não contribuem para a regeneração institucional dos partidos, antes representam uma rendição, uma confissão da sua nulidade".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)