Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Serviço de urgências está "caótico"

Cerca de 50 macas estão acumuladas nos corredores.
31 de Março de 2014 às 13:47

A Ordem dos Enfermeiros (OE) considerou, esta segunda-feira, "caótico" o funcionamento das urgências nas Caldas da Rainha, com o acumular de cerca de 50 macas nos corredores do serviço. A administração diz estar a estudar soluções. Entre elas estão projetos, como a requalificação de uma área do serviço de urgência e a instalação de mais de dez camas.

"Um serviço de urgência caótico, com 30, 40, 50 macas quase em permanência [nos corredores] dos serviços de urgência é o cenário descrito por Isabel Oliveira, presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros, na sequência de uma visita ao hospital das Caldas da Rainha.

O serviço depara-se, assim, com "falta de condições para os doentes e para os profissionais" que, segundo a OE, "chegam a ter situações em que o número de macas nos corredores é tão extenso que eles nem sequer conseguem passar para socorrer as pessoas em tempo útil".

Em comunicado, a enfermeira refere que a situação não é novidade, mas que se agravou desde outubro, quando o hospital de Alcobaça passou a estar ligado ao hospital de Santo André, em Leiria.

OUTROS FATORES QUE AGRAVAM O PROBLEMA

A insuficiência da rede de cuidados continuados e as reduzidas infraestruras de apoio são outros fatores que Isabel Oliveira considera agravarem o problema das urgências, cuja média de idade dos utentes ultrapassa os 80 anos.

"Os serviços de saúde ainda não se adaptaram à necessidade de dar resposta a estas pessoas mais idosas e que têm mais necessidades de saúde específicas", sublinha.

ordem dos enfermeiros caótico urgências caldas da rainha isabel oliveira
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)