Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Serviços hospitalares no Oeste preocupam comunidade intermunicipal

O processo de reorganização hospitalar tem sido contestado por autarcas, partidos políticos e movimentos cívicos que o contestam
8 de Julho de 2014 às 11:58

A Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCim) manifestou esta terça-feira preocupação pela "degradação dos serviços" hospitalares na região e criticou o ministro da Saúde por, alegadamente, ainda não se ter disponibilizado para realizar uma reunião pedida pelos autarcas desde 2012.

A "profunda preocupação com a degradação dos serviços" foi expressa num comunicado em que a OesteCim manifesta "profunda apreensão" pela reorganização do Centro Hospitalar do Oeste.

A posição agora divulgada foi aprovada por unanimidade na última reunião do Conselho Intermunicipal, considerando os autarcas que a situação tende a agravar-se, dado estar-se "em plena época balnear com uma grande afluência de pessoas à região".

No comunicado, a OesteCim demonstra "estranheza e inquietação pelo facto de ainda não ter sido nomeado o conselho consultivo" do CHO, que deverá incluir três elementos propostos pelo conselho de administração (CA) e outros elementos eleitos pelos colaboradores do centro hospitalar.

 

Serviços hospitalares OesteCim Comunidade Intermunicipal do Oeste
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)