Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

SIDA AUMENTA NO MUNDO

A SIDA vai ser responsável pela morte de 70 milhões de pessoas nos próximos 20 anos, a não ser que as nações ricas aumentem a sua participação financeira na guerra a esta epidemia, avisou a ONU.
2 de Julho de 2002 às 21:41
Mais de 40 milhões de pessoas em todo o Mundo são seropositivas ou já desenvolveram a SIDA, o que representa um aumento face aos 34 milhões registados há dois anos, e a taxa de infecção está também a subir, revelou a UNAIDS, agência da ONU que coordena os programas de combate à doença.

São números alarmantes para a 14ª Conferência Internacional sobre a SIDA, que decorre na próxima semana, em Barcelona. O director executivo da UNAIDS, Peter Piot, já concluiu: "Ainda não atingimos o pico da epidemia".

O número de mortes derivadas da SIDA atingiu os 3 milhões em 2001, um novo recorde, 2,2 milhões das quais em África. Durante o ano passado mais 5 milhões de pessoas foram infectadas com o HIV.

A SIDA, responsável por 20 milhões de mortes desde a sua descoberta, em 1981, já criou 14 milhões de órfãos. Três milhões das 40 milhões de pessoas agora infectadas são crianças com menos de 15 anos de idade.

O epicentro da epidemia está localizado na África Sub-Saariana, onde existem 28,5 milhões de pessoas infectadas, ou seja, 70% do total mundial. Nõve pro cento dos adultos naquela região do mundo estão infectados (eram 8,6% em 1999). Aqui, a epidemia propaga-se mais pelas relações heterosexuais sem protecção.

No Zimbabwe, um terço dos adultos estão infectados (eram um quarto há dois anos). O Botswana é o país mais atingido, com 39% da sua população adulta infectada (36% em 1999). Neste país, a SIDA fez cm que a esperança de vida caísse abaixo dos 40 anos de idade, pela primeira vez desde 1950.

Há toda uma geração africano em risco e isso deverá provocar o agravamento das já difíceis situações económicas desses países. A SIDA está também em franca progressão no Leste Asiático e na Europa de Leste, onde o total de infectados duplicou em dois anos.

Portugal tem entre 23 mil a 40 mil seropositvos e doentes já com SIDA, segundo diversas fontes. A UNAIDS calcula que sejam 27 mil e coloca Portugal na lista dos países europeus com maior taxa de propagação da doença.
Ver comentários