Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Sim à legalização do aborto na Irlanda ganha com 66,4% dos votos

Despenalização do aborto em qualquer circunstância até às doze semanas avança por 706.349 votos a mais que o "não".
26 de Maio de 2018 às 18:32
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto
Irlanda a votos para legalizar o aborto

Os resultados finais do referendo à legalização da interrupção voluntária da gravidez na Irlanda já são conhecidos: 66,4% dos eleitores votaram "sim", e 33,6% escolheram o "não". A legalização do aborto até às 12 semanas e a partir daí, caso o feto constitua um risco grave para a vida ou saúde mental da mãe ou se for identificada no feto uma anomalia que provavelmente leve à sua morte antes ou logo após o nascimento, venceu por 706.349 votos.

O governo irlandês quer avançar com um projecto de legislação até ao fim do ano.

Assim, será abolida a oitava emenda da Constituição da Irlanda, que dava a mesma importância à vida da mãe e à vida do feto.

Segundo o jornal The Guardian, a participação eleitoral atingiu um recorde: 64,51% dos eleitores irlandeses votaram.

Actualmente, o aborto é proibido na República da Irlanda e pode resultar numa sentença de 14 anos de prisão para a mulher e para o médico ou profissional de saúde que a auxilie.

Constituição da Irlanda The Guardian República da Irlanda questões sociais aborto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)