Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Sindicato dos Jornalistas acusa Bruno de Carvalho de tentar limitar liberdade de imprensa

Em causa estão as declarações do presidente do Sporting na Assembleia Geral.
Lusa 18 de Fevereiro de 2018 às 12:20
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho à chegada da Assembleia Geral do Sporting
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho à chegada da Assembleia Geral do Sporting
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho à chegada da Assembleia Geral do Sporting

O Sindicato dos Jornalistas considerou este domingo que o apelo do presidente do Sporting para que os adeptos boicotem a comunicação social é uma tentativa de limitar a liberdade de imprensa e condicionar o trabalho dos profissionais.

Em comunicado, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) considera que as declarações proferidas na Assembleia-Geral do Sporting por Bruno de Carvalho contra os jornalistas, no sábado, "têm um teor claramente antidemocrático e instam a comunicação social portuguesa a adotar uma resposta coletiva".

O SJ considera "fundamental que as direções dos órgãos de comunicação social" adotem uma resposta "firme e coletiva" perante as afirmações.

O dirigente leonino apelou no sábado aos adeptos para deixarem de comprar jornais e de ver os canais de televisão portugueses, exceto a Sporting TV, e à saída da reunião magna do clube alguns jornalistas foram ameaçados por adeptos do clube.

À medida que abandonavam o pavilhão, vários sócios dirigiram insultos para as câmaras de televisão e aos jornalistas que se encontravam no local, motivando a intervenção da Polícia de Segurança Pública, que ainda se deparou com um rebentamento de um petardo.

"Num país onde o futebol tem uma presença relevante e constante, os dirigentes desportivos têm uma grande responsabilidade em garantir que o desporto contribui para o bem-estar social e não alimenta climas de ódio e perseguição", defende o SJ.

A nota refere também que é intenção do sindicato avaliar juridicamente o teor das declarações de Bruno de Carvalho e pedir reuniões urgentes com as principais forças de segurança, "no sentido de assegurar a proteção dos jornalistas".

O SJ vai também contactar as tutelas do Desporto e da Comunicação Social, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional e a Federação Portuguesa de Futebol, bem como a Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)