Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Sindicato acusa Câmara de Lisboa de pressionar trabalhadores para passarem para juntas

Sindicalistas alertam para "pressões inadmissíveis sobre um conjunto de trabalhadores" que são obrigados a aceitar "uma espécie de entrevista" e a escolher uma junta de freguesia de um "conjunto de três ou quatro que lhe são indicadas".
8 de Julho de 2014 às 19:10

O Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML) acusou esta terça-feira a autarquia de pressionar os trabalhadores para realizarem entrevistas com o fim de serem transferidos para as juntas de freguesia, o que a câmara rejeita.

"Os trabalhadores da Câmara de Lisboa, provenientes das mais diversas áreas e categorias profissionais, têm sido confrontados desde 7 de julho com a imposição de procedimentos inaceitáveis visando a sua transferência para as juntas de freguesia, naquela que é a segunda fase deste processo", afirmou esta terça-feira o sindicato, em comunicado.

Segundo o STML, esta fase corresponde a um regime de voluntariado, tal como foi acordado na reunião entre os representantes dos trabalhadores do município e o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, e o vice-presidente, Fernando Medina, na reunião de 10 de junho.

Lisboa sindicato acusa Câmara pressionar trabalhadores passarem juntas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)