Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Sindicatos têxteis acusam patronato de pretender "roubar direitos" aos trabalhadores

6 de Maio de 2014 às 15:00

A Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios, Vestuário, Calçado e Peles de Portugal (Fesete) acusou hoje a associação patronal de pretender reduzir a retribuição anual no setor em até 2.850 euros e "roubar direitos" previstos no contrato coletivo.

A Fesete anunciou hoje, em comunicado, que a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) "apresentou uma proposta de denúncia do contrato coletivo de trabalho (CCT) que mais não é do que um ajuste de contas com os trabalhadores, com o objetivo de roubar todos os direitos negociados nos últimos 40 anos", assegurando que "o corte da retribuição anual num valor que pode chegar aos 2.850 euros para os trabalhadores de turnos".

A agência Lusa tentou ouvir a direção da ATP, mas tal não foi possível até ao momento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)